Andar 8.900 passos por dia poderia diminuir os riscos de se ter Alzheimer, sugere estudo.

Caminhar pouco menos de 9.000 passos por dia pode ajudar a proteger o cérebro da doença de Alzheimer, afirmaram pesquisadores. Em um novo estudo publicado na revista JAMA Neurology, uma equipe de cientistas avaliou como a atividade física afeta a neurodegeneração em adultos mais velhos. Saiba mais: CIENTISTAS CRIAM JOGO QUE AJUDA A DIAGNOSTICAR ALZHEIMER E OUTRAS…