Andar 8.900 passos por dia poderia diminuir os riscos de se ter Alzheimer, sugere estudo.

Caminhar pouco menos de 9.000 passos por dia pode ajudar a proteger o cérebro da doença de Alzheimer, afirmaram pesquisadores. Em um novo estudo publicado na revista JAMA Neurology, uma equipe de cientistas avaliou como a atividade física afeta a neurodegeneração em adultos mais velhos. Saiba mais: CIENTISTAS CRIAM JOGO QUE AJUDA A DIAGNOSTICAR ALZHEIMER E OUTRAS…

Atuação do fisioterapeuta na fase inicial do Alzheimer

A Demência de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa, de causa idiopática, ou seja, não existe uma causa específica da doença, o que existem são os fatores de risco, que podem ser: Depressão, Diabetes Mellitus, Estilo de Vida Inadequado, Doenças Cardiovasculares, entre outros. O estilo de vida saudável, como a prática regular de atividade física aliada…